Annabelle | Crítica do Filme

 
annabelle_1

_Estrela_EstrelaEstrela_ApagadaEstrela_ApagadaEstrela_Apagada
O filme sobrenatural Annabelle, começa antes do mal ser desencadeado. John Form encontra o presente perfeito para Mia, sua esposa grávida – uma linda e rara boneca que usa um vestido de noiva branco. Mas a alegria de Mia com Annabelle não dura muito. Em uma noite horrível, a casa é invadida por membros de um culto satânico que atacam violentamente o casal. Sangue derramado e terror não são tudo o que eles deixam como rastro. Os membros da seita invocam uma entidade tão maléfica que nada que fizerem poderá ser comparado a sinistra criatura que agora é…Annabelle.

 

 

Estréia: 09 de outubro de 2014

 

 

 

Eu fico encantado com o poder que o cinema tem. Consegue pegar pequenos elementos que remetem infância e transformar em um terrível filme de terror. Com a estréia de Annabelle, um prequel do filme “Invocação do Mal”, todos os clichês que se remetem à infância estão presentes no longa. Bem propício a estréia calhar no mês onde se comemora o dia das crianças e o dia das bruxas… quem sabe ambos realmente não estão relacionados? Eu sinceramente fico apavorado com esse tipo de filme.

 

Não gosto mesmo de assistir, ainda mais quando em seu background se tem uma inspiração em fatos reais. Contudo, os acontecimentos vistos Annabelle, não são reais, mas a boneca de fato existe, e está presa em algum lugar sendo exorcizada duas vezes ao mês. Apesar do filme ser fraco, é válido encontrar referências de clássicos do terror dentro dele, como a presença do carrinho de bebê que se tornou um ícone em “O Bebê de Rosemary”.

 

Entretanto, assim como as comédias, filmes de terror possuem um objetivo específico. Enquanto a comédia existe para lhe fazer rir, o terror é feito para lhe assustar. Nenhum deles tem a intenção de ser o filme de sua vida, tão menos ser um clássico do cinema. Visto tal objetivo, Annabelle, ao menos pra mim, cumpriu o seu dever. Annabelle é mais um filme para lhe dar alguns sustos e tirar bons trocados do seu bolso, afinal, não existia mais fatos reais para serem relatados na tela. Pode não ser um bom filme, mas irá divertir os fãs do gênero.



 

CONTINUE PLUGANDO:

 

Rodrigo Santuci

Publicitário por profissão e cinéfilo por paixão. É o fundador do site Plugou. Apaixonado por cinema desde pequeno, nunca se incomodou em passar horas sozinho tentando entender como os filmes funcionam. Apaixonado por quadrinhos e games apesar de ter abandonado os dois com os passar dos anos. Tem dificuldade para jogar qualquer coisa mais complexa que Alex Kidd in Miracle World. Trabalha com Internet desde 1999 e já foi diretor de arte nas maiores agências de publicidade da Brasil. Em 2000 abriu junto com o jornalista Matheus Mocelin Carvalho e o ilustrador Fernando Ventura o Disney News e o AnimationS fórum (um dos principais canais de comunicação entre admiradores de cinema de animação). Em abril de 2012 começou o projeto Plugou e se dedica diariamente encontrar novos diferenciais para o portal.