Jersey Boys | Crítica de Filme

jersey-boys

_Estrela_Estrela_EstrelaEstrela_MeiaEstrela_Apagada
O filme narra a história de quatro jovens do lado obscuro de New Jersey que reunidos se tornaram o icônico grupo de rock “The Four Seasons” nos anos 1960. A história de seus desafios e seus sucessos é acompanhada pelas músicas que influenciaram toda uma geração, incluindo “Sherry”, “Big Girls Don’t Cry,” “Walk Like a Man,” “Dawn,” “Rag Doll,” “Bye Bye Baby,” “Who Loves You” e muitas outras.

 

 

 

 

Estréia: 26 de junho de 2014

 

 

Com uma dose de “Dreamgirls e uma pitada de “Ray”, o novo filme de Clint Eastwood, Jersey Boys – Em busca da Música chega aos cinemas para homenagear uma das mais conhecidas bandas dos anos 60/70, Four Seasons. Inspirado no musical da Broadway o filme retrata um período de tempo que corresponde entre 1951 à 1990.

 

Inicialmente é um pouco confuso, Clint sabe que a história que deve contar pertence ao vocalista do grupo Frankie Valli (John Lloyd Young), porém o grupo possui mais três integrantes para serem apresentados. Infelizmente o período de duas horas não é tempo suficiente para que possamos entender melhor as motivações de cada um do grupo. O filme peca na narrativa justamente por esse excesso de personagens, os deixando planos.

 

JERSEY BOYS

 

A fotografia é um dos pontos altos do longa. Ela é trabalhada de forma gradual fazendo-nos observar o tempo passar apenas com o acréscimo de saturação à imagem em tela.  Outro ponto positivo fica por conta das músicas que vão sendo reconhecidas pelo público conforme são apresentadas na trama. Infelizmente nem sempre temos suas versões completas, e em algumas vezes, elas são interrompidas pelos próprios intérpretes que fazem uma narração muitas fezes desnecessária quebrando o clímax da cena.

 

Infelizmente o filme não consegue empolgar a ponto de querermos nos levantar da cadeira e curtir um show do Frankie Valli e The Four Seasons. Para os que não são fãs de musicais pelo excesso de cantoria irá agradar, pois ele foca muito mais nos diálogos, mas para os que querem ver um show em formato de filme, sairá da sala um pouco decepcionado.

 

No decorrer da trama, os problemas que são apresentados aos protagonistas não nos faz comprar a ideia de que eles estão ali pelo amor à música, mas sim por uma espécie de obrigação que a situação impôs. Isso inevitavelmente baixa o ritmo do filme conforme ele segue a seu desfecho.  O sonho dos protagonistas dão lugar às obrigações que a carreira escolhida impõe e o dramalhão toma conta da tela.

 

A falta de rostos conhecidos no elenco ajudam a não reconhecermos os atores por outros personagens já vividos. O rosto mais conhecido que temos é o de Christopher Walken que por mais que ele tente ser um mafioso italiano dentro da trama, não consegue devido a sua simpatia e cuidado paternal que possui ao protagonista.

 

Jersey Boys – Em Busca da Música não é o melhor filme de Clint Eastwood, muito menos o melhor musical, mas na seca que estávamos desse gênero esse ano, é um filme que irá divertir principalmente aos fãs que acompanharam a banda no período apresentado no filme.



 

CONTINUE PLUGANDO:

 

Rodrigo Santuci

Publicitário por profissão e cinéfilo por paixão. É o fundador do site Plugou. Apaixonado por cinema desde pequeno, nunca se incomodou em passar horas sozinho tentando entender como os filmes funcionam. Apaixonado por quadrinhos e games apesar de ter abandonado os dois com os passar dos anos. Tem dificuldade para jogar qualquer coisa mais complexa que Alex Kidd in Miracle World. Trabalha com Internet desde 1999 e já foi diretor de arte nas maiores agências de publicidade da Brasil. Em 2000 abriu junto com o jornalista Matheus Mocelin Carvalho e o ilustrador Fernando Ventura o Disney News e o AnimationS fórum (um dos principais canais de comunicação entre admiradores de cinema de animação). Em abril de 2012 começou o projeto Plugou e se dedica diariamente encontrar novos diferenciais para o portal.