Mulan | Diretor de produções Disney diz que filme será mais visceral

Mulan

 

Com a chegada aos cinemas de A Bela e a Fera não se fala em outra coisa além dos próximos projetos de live-action inspirados nos clássicos animados dos estúdios Disney. Em entrevista à Vulture, Sean Bailey disse que Mulan será um filme diferente do que estamos acostumados com os remakes.

Conforme a publicação, Mulan será uma história de empoderamento feminino, que traze-lo de volta aos cinemas dá a oportunidade de fazer mudanças na história nas quais o deixará mais forte que os outros remakes, um pouco mais visceral com um toque de Ridley Scott, de acordo com Bailey.



 

Na trama da heroína, Mulan substitui seu pai doente quando ele é convocado para a guerra. Ainda não há escalação de elenco para o filme que será dirigido por Niki Caro (O Zoológico de Varsóvia e Encantadora de Baleias). O roteiro está nas mãos de Lauren Hynek e Rick Jaffa (Jurassic World: O Mundo dos Dinossauros).

Mulan chegará aos cinemas no dia 2 de novembro de 2018, mesmo ano que o animado completa 20 anos.



 

CONTINUE PLUGANDO:

 

Rodrigo Santuci

Publicitário por profissão e cinéfilo por paixão. É o fundador do site Plugou. Apaixonado por cinema desde pequeno, nunca se incomodou em passar horas sozinho tentando entender como os filmes funcionam. Apaixonado por quadrinhos e games apesar de ter abandonado os dois com os passar dos anos. Tem dificuldade para jogar qualquer coisa mais complexa que Alex Kidd in Miracle World. Trabalha com Internet desde 1999 e já foi diretor de arte nas maiores agências de publicidade da Brasil. Em 2000 abriu junto com o jornalista Matheus Mocelin Carvalho e o ilustrador Fernando Ventura o Disney News e o AnimationS fórum (um dos principais canais de comunicação entre admiradores de cinema de animação). Em abril de 2012 começou o projeto Plugou e se dedica diariamente encontrar novos diferenciais para o portal.