PRO GOL | Virando o Jogo

PRO GOL | Virando o Jogo


Bom Senso FC. Esse é o nome do movimento liderado pelos principais jogadores do Brasil, em busca de mudanças no futebol brasileiro, principalmente com as questões relacionadas ao calendário.

O grupo liderado por Rogério Ceni (São Paulo), Paulo André (Corinthians), Dida (Grêmio) e entre outros,  pleiteiam que os clubes tenham menor números de jogos (hoje um time grande faz mais de 70 jogos por ano), uma pré-temporada com tempo hábil (hoje dura em torno de 15 dias somente), além de 30 dias de férias.

O fato é que o movimento ganhou certa força após os protestos realizados na 34ª rodada do Brasileirão, quando os atletas ficaram um tempo parados de braços cruzados com o cronômetro rodando.

Por exemplo, no jogo entre São Paulo e Flamengo, os times tiveram que ficou tocando a bola para outro, pois foram ameaçados pelo árbitro Alício Pena Jr. de levarem cartão amarelo caso seguissem com o protesto.No entanto, as coisas não devem parar por aí. Se as instituições máximas do futebol não tomarem uma posição, há promessas de greve entre os atletas.

Enquanto isso não se resolve, podemos falar de um filme com o tema parecido: Virando o Jogo, com Keanu Reeves (Constantinte) e Genne Hackman (Superman).

Hackman vive Gin McGinty, um treinador de futebol americano que é chamado para dirigir o time da cidade de Washington após os principais jogadores da Liga Nacional entrarem em greve pedindo salários melhores. Neste cenário tenso, ele precisa comandar uma equipe alternativa e leva-la até a fase final do campeonato.

virando o jogo

Para isso, ele chama uma série de jogadores esquecidos e que joguem com o coração, não pensando em dinheiro. Um deles é Shane Falco (Reeves), uma das principais promessas do futebol americano quando garoto, mas que fracassou nos momentos decisivos e agora busca apagar a péssima imagem.

O resultado disso é muita diversão. Apesar do bom humor retratado, o filme trata de um assunto sério para os americanos. Quando há o descontentamento dos jogadores, as principais ligas de esportes param enquanto não houver solução.

Acho que o Bom Senso FC precisa se inspirar muito e aprender muito com as greves que a NBA (liga de basquete) e NFL (liga de futebol americano) já passaram. Assim, o movimento vai ganhar muita força e os nossos cartolas vão entender de fato a gravidade do problema que vive o futebol brasileiro há muito tempo. Sou Bom Senso FC!