Ted 2 |Crítica do Filme

Ted 2 |Crítica do Filme

 
cartaz-ted2

_EstrelaEstrela_MeiaEstrela_ApagadaEstrela_ApagadaEstrela_Apagada
Ted e seu amigo John estão de volta em Ted 2 (Ted 2), longa dirigido e escrito por Seth MacFarlane sobre a tentativa de paternidade do ursinho mais polêmico do cinema. Na continuação do sucesso de 2012, Ted se casa e pretende levar a diante o sonho de muitos humanos: criar uma família.

A comédia mostra Ted à procura de uma advogada experiente que possa provar no tribunal que ele é, de fato, uma pessoa para poder ter um filho com sua esposa,  Tammy-Lynn (Jessica Barth). No elenco da comédia estão Mark Wahlberg, Amanda Seyfried, Morgan Freeman, Giovanni Ribisi, John Slattery, Jessica Barth e Seth MacFarlane – que dubla o Ted. A produção do longa é feita por Scott Stuber, John Jacobs, Jason Clark, além do próprio MacFarlane.

 

Estréia: 27 de agosto de 2015

 

 

 

 

Quando Ted chegou aos cinemas em 2012, cheio de originalidade, o gênero comédia sofria com a falta de criatividade nas telas. Não é de se espantar que o filme foi um sucesso absoluto. Também não se admira que uma sequência fosse garantida, já que em Hollywood tudo o que dá dinheiro se reprisa. O que não entendo é como a Universal, um estúdio que vem dando show de qualidade e bilheterias em 2015, comete o terrível erro de lançar TED 2 no Brasil dois meses após o seu lançamento nos Estados Unidos.

 

5708_AC0003_COMP_V013_1006R_0

 

Em TED 2, temos os mesmos elementos que fizeram sucesso no primeiro longa. O ursinho de pelúcia que cria vida, hoje é independente de seu dono, se casou e agora quer ter um filho. Mas como não é considerado humano e sim um objeto, seus direitos são retirados, inclusive o de adoção. A temática escolhida para desenvolver a trama, além de atual, consegue dialogar com diversos grupos da sociedade que lutam por seus direitos.

 

5708_020_LO0220_COMP_V0030_1055R_0

 

Infelizmente, nem tudo são rosas em TED 2. O que o longa ganha em argumento, se perde em roteiro, oferecendo ao público diálogos completamente fora de contexto. A inserção do vilão é completamente desnecessária, e dá um ar de “mais do mesmo”. O vilão que o filme deveria ter investido é a sociedade e a luta por direitos do ursinho.

 

5708_TP_00039R_0

 

Porém, a atmosfera que o primeiro longa fornece continua presente. A excelente dublagem e eficaz direção de Seth MacFarlane junto com sua dupla Mark Wahlberg em cena, possui total entrosamento mesmo estando contracenando com um boneco feito em CGI. Para acrescentar tempero aos dois, o filme ainda possui Amanda Seyfried que completa o trio de anti-heróis tão queridos.

 

5708_FP2_00111RV2_0

 

TED 2 é divertidíssimo e dá para dar boas risadas, porém, a originalidade do primeiro não é mais o foco. Para os fãs de cultura pop se prepare para encontrar diversas referências musicais e na conclusão do longa, onde os personagens são levados a uma Comic Con. Mesmo com dois meses de atraso, é uma excelente opção para a garotada acima de 16 anos.